fechar

Aprender Excel

APRENDER EXCEL

DICAS E NOVIDADES SOBRE EXCEL

Como criar gráficos no Excel (Aula 1)

por: Maximiliano Meyer em Artigos, no dia 14/04 | 15:09 atualizado em 15/07 | 08:15

Olá, pessoal. Hoje vamos abordar um tema que recorrentemente chega como dúvida através de vocês, leitores: Criação de gráficos.

Já explicamos aqui no Aprender Excel como criar gráficos mais complexos, como o Sunburst, Gantt, gráfico etário, gráficos de 2 eixos, gráficos dinâmicos, gráficos de crescimento e até já mostramos cada um deles para o caso de você prestar concurso, mas, hoje, vamos explicar o básico.Nossa aula será voltada a você que está iniciando os seus estudos em Excel, e temos certeza que vai te preparar para escolher qual a melhor forma gráfica para seu projeto e como cria-lo de forma rápida e eficaz. E após acabar essa aula, confira nossa asegunda aula sobre criação de gráfico e logo depois a aula 3.

Bom, antes de tudo, como você já sabe, para criarmos um gráfico precisamos de uma série de dados. Para o nosso exemplo teremos os seguintes dados, dados de venda, simples, mas que se adaptarão a boa parte dos exemplos que usaremos aqui.

Notem que não há nada de 'mágico', muito pelo contrário, nem mesmo formatei as células para que vocês vissem que não precisa de nada especial para criar os gráficos:

Com uma tabela e os dados dispostos, selecione os valores que você quer que entrem na sua representação gráfica e então vá na guia 'Inserir' e depois no grupo 'Gráficos'. Detalhe: caso você não selecione os dados a serem inseridos no gráfico agora, poderá selecionar depois, mas creio que o fazendo no início do processo é BEM mais fácil:

Aqui precisamos explorar este sub-menu dedicado aos gráficos. Dê uma boa olhada nele: 

Veja ali no canto esquerdo há a opção 'Gráficos Recomendados', onde o Excel analisa os dados que você está inserindo e lhe sugere aqueles que melhor se encaixam. Clique nela e o programa vai abrir a seguinte janela.

Veja que ele nos sugeriu na primeira opção um gráfico de 'Colunas Agrupadas', depois um de 'Barras Agrupadas', de 'Dispersão' e de 'Linhas'.

Assim que você escolher um deles é só clicar e o Excel fará todo o trabalho. No nosso exemplo eu escolhi o de 'Colunas Agrupadas', primeira opção. Veja o resultado:

Agora é só editar o texto, para ficar 'Janeiro', 'Fevereiro', etc. ali embaixo, adicionar o nome dos vendedores se quiser, cor de fundo, etc. Lembrando que a cor azul dos valores em dinheiro foi eu quem coloquei e não o Excel. Fiz isso para ficar mais clara a diferenciação.

Aqui, uma observação importante: Lembra que eu falei que era preferível criar o gráfico com os valores selecionados? Pois bem, se você não tivesse feito isso, o a função de sugestão de gráficos não funcionaria, afinal, o Excel não tem como lhe sugerir algo se nem faz ideia com qual tipo de informações você está lidando.

Agora, caso você não queira uma sugestão do Excel e quer ver cada uma das possibilidades, para então escolher a melhor, vamos lá. Primeiro veja qual será a organização dos exemplos:

  1. - Uma breve descrição de cada tipo de gráfico, fornecidas pelo próprio Excel;
  2. - As variedades de cada tipo;
  3. - Um exemplo de como o modelo padrão da categoria ficaria se aplicado aos nossos dados;
  4. - Respectivo botão do gráfico na barra do Excel.

Gráfico de Colunas

Gráfico de Barras

Gráfico de Estoque, Superfície ou Radar

Este botão agrupa 3 tipos bem diferentes de gráficos, vamos em 1 por 1:

de Estoque

de Superfície

de Radar

Gráfico de Linhas

Gráfico de Área

Gráfico de Combinação

Gráfico de Pizza ou Rosca

Aqui temos, também, mais de uma variedade de gráfico em um mesmo grupo. Vejamo-os de forma separada:

de Pizza:

de Rosca

Gráfico de Dispersão ou de Bolha

Mais um grupo que oferece mais de uma opção. São elas:

de Dispersão

de Bolha

Bastantes opções, certo? E acabou? claro que não! Veja que mostramos apenas a primeira opção de cada tipo de gráfico, e todos eles, têm variações, geralmente em 3D. O importante é que será basicamente igual, porém com efeito de terceira dimensão. Aqueles que eram, de fato, diferentes, foram exibidos separadamente, como, por exemplo, o gráfico de Dispersão e Bolha, que habitam a mesma categoria.

Caso você queira uma pré-visualização de como são a fisionomia dos gráficos, é só clicar naquele quadradinho com uma flechinha, bem embaixo da categoria. Veja que uma nova janela será aberta e dentro dela estarão todas as opções e cada uma com uma prévia da sua aparência.

Legal, certo? Essa mesma janela de pré-visualizações pode ser acessada em cada grupo de gráfico, nas opções 'Mais gráficos de....'. Todos têm essa opção.

Para finalizar, veja que no canto direito tem ainda as opções de gráficos dinâmicos, mas esse, por ser mais difícil, não é a proposta do post hoje. Se você ficou interessado, saiba que já fizemos um post sobre ele aqui no site.

Bom, agora já aprendemos a criar gráficos, certo? Mas e editá-los e personaliza-los? Isso fica para nossa próxima aula que já está online, assista-a e depois passe para a aula 3.

Até lá