fechar

Aprender Excel

APRENDER EXCEL

DICAS E NOVIDADES SOBRE EXCEL

Calculando a nota padronizada da FCC no Excel

por: Maximiliano Meyer em Excel para concursos, no dia 20/02 | 11:36 atualizado em 02/08 | 08:55

Depois de estudar meses, privar-se e abdicar de muita coisa e estudar mais um pouco você faz a tão esperada prova de concurso público organizado pela FCC - Fundação Carlos Chagas. A ansiedade não poderia ser maior, afinal ela tem o poder de mudar o rumo de toda a sua vida.

Confira todos os nossos posts para concursos públicos clicando aqui.

Sem aguentar mais a espera por um resultado prévio você corre para o edital para buscar a fórmula com a qual será calculada a sua nota padronizada e encontrar qualquer alento ao seu drama. O problema é que você se depara com a seguinte bruxaria:

E agora? Mais 2 meses estudando com afinco apenas para entender o cálculo? Claro que não, pois vamos ver como fazer esse cálculo de maneira rápida e fácil usando o nosso amado Excel.

O primeiro passo não está na fórmula em si, mas em um outro detalhe que está no edital e que você não pode se esquecer: o peso e importância das questões. Pegando, por exemplo, um concurso para tribunal (que são aquele que, geralmente, contam com a tal nota padronizada) as questões de conhecimentos básicos irão valer 1 ponto cada e as de conhecimentos específicos 3 pontos cada.

Sendo assim, com a necessidade desta diferenciação a fórmula deverá ser 'duplicada', sendo executada 1 vez para os conhecimentos específicos e 1 vez para os conhecimentos básicos, conforme abaixo (exemplo do prof. Arthur Lima).

Agora só o que teremos que fazer é substituir as incógnitas pelos valores reais. Note que a média e o desvio padrão você não terá como calcular, visto que somente a FCC tem acesso às informações necessárias ao cálculo.

Vamos supor que determinado candidato acertou 15 questões das 20 de conhecimentos básicos e 36 das 40 questões de conhecimentos específicos. Neste mesmo concurso a banca FCC divulgou que a média dos candidatos foi de 9 acertos para os básicos e 26 para os específicos. Já o desvio padrão foi de 3 e 6, respectivamente (não vamos entrar na explicação do desvio padrão para não complicar).

Substituindo tudo teríamos:

Agora que já entendemos como funciona aquele cálculo medonho, vamos ao principal: Como colocar tudo isso no Excel.

Calculando no Excel

Fazer a conta através do Excel é mais fácil do que você imagina e só precisamos cuidar da ordem dos parênteses para que ele faça tudo certinho. Usaremos nesse cálculo, basicamente, a multiplicação e divisão.

A fórmula abstrata será =((acertos de conhecimentos básicos - média de acertos nos conhecimentos básicos)/ desvio padrão dos conhecimentos básicos * 10 + 50) + 3* ((acertos de conhecimentos básicos - média de acertos nos conhecimentos básicos)/ desvio padrão dos conhecimentos básicos * 10 + 50).

Ficou complicado com uma explicação abstrata? Veja o mesmo exemplo acima, dessa vez, formatado para o Excel: =((15-9)/3 *10 + 50 ) + 3 * ((36-26)/6 * 10 + 50). Nosso suposto candidato alcançaria a marca de 270 pontos.

Agora você pode copiar a fórmula acima, colar no seu Excel, substituir os valores com os dados da sua prova e terá a sua nota padronizada considerada para a classificação.

Aproveite para dar uma conferida na sessão específica de Excel para concursos clicando aqui.