Se você é lojista, principalmente, vende produtos feitos por você mesmo, então sabe que uma das maiores dúvidas dos comerciantes e artesãos é precificar um produto, ou seja, escolher um valor justo pelo seu produto, que cubra seus investimentos em matéria-prima, aluguel, luz e água da sua oficina, impostos, e ainda, seu lucro.

Por isso, criamos e trazemos, hoje, essa planilha totalmente gratuita que vai lhe ajudar a colocar preço no que você produz.

A planilha é um tanto intuitiva, mas vamos dar umas breves explicações para que não fiquem dúvidas.

h

Primeiro uma explicação geral: A planilha foi construída para trabalhar com valores mensais, para ficar mais fácil definir quanto você quer ter de salário, quais são os seus gastos fixos (luz e aluguel da oficina, por exemplo), etc. Então, tenha isso em mente quando for preencher os dados.

Mais uma observação: Note que em algumas células temos uma pequena marcação vermelha. Isto indica um comentário, coloque o mouse ali em cima e você verá uma breve explicação sobre aquilo que julgamos que possa lhe causar mais dúvidas.

Começando as explicações, no lado esquerdo temos o campo das matérias-primas, onde você vai especificar o que comprou para criar seu produto, o valor unitário, a quantidade e o total. Lá embaixo o Excel irá gerar o custo total com os materiais.

Lembrando que não é o custo por produto, mas sim por toda a leva produzida. O valor da matéria-prima por unidade será dado mais a frente com base no que você preencher aqui e nos dados que iremos inserir na sequência.

g

Repare numa coisa bem bacana, lá embaixo temos 2 planilhas: Preços e Matéria-prima, Acessando a segunda planilha e digitando todas os materiais que você usa comumente, terá um menu com a relação deles na planilha principal, conforme na imagem acima. Legal, certo?

f

A seguir temos de preencher quanto desejamos receber de salário no final do mês. Aqui você preencherá de acordo com o seu modo de serviço: se trabalha por horas no mês, ou se trabalha com um número fixo de unidades produzidas, independente das horas necessárias para sua produção.

Nesta parte temos as seguintes opções:

  • Salário Base - Igual para os 2 casos, ssse será o seu salário, ou melhor, quanto você quer receber por mês. Isso será fundamental, pois definirá quanto vai valer sua hora trabalhada e com isso aplicado ao preço final do produto.
  • Horas trabalhadas mês - Aqui você colocará quantas horas trabalhou naquele mês. Note que usamos como exemplo, 220 horas, pois este é a quantidade para quem trabalha 44 horas por semana.
  • Número de peças - Se você não trabalha por horas, mas sim por peças, é só preencher aqui qual o número de unidades produzidas no mês. Importante: Mesmo que você trabalhe por horas será necessário que informe um número de peças produzidos, mesmo que um número aproximado, pois isso será necessário quando calcularmos o preço de matéria-prima por unidade do seu produto.
  • Valor da hora - Autoexplicativo. Aqui dirá quanto vai custar cada hora trabalhada para que você chegue no salário estipulado 2 colunas atrás.
i

No próximo grupo temos os custos fixos da sua produção. Essa categoria compreende os gastos que você tem todo mês e são (quase) sempre iguais de um mês para o outro, como aluguel, luz, internet, água, etc. do local onde funciona sua oficina. 

Os custos serão automaticamente diluídos e exibidos para os 2 cenários.

Aqui é muito importante uma observação: Não misture gastos pessoais com gastos de trabalho, mesmo que você more e trabalhe no mesmo local. Esse é um dos maiores erros dos microempresários e um dos maiores motivos de falência segundo os especialistas.

f

 

E já que fizemos tanta diferenciação entre produção por horas e produção por unidade, a próxima parte será justamente onde informaremos ao Excel por qual padrão ele deve calcular. Clique na célula e um meno com as opções será exibido.

d

A parte seguinte é a responsável pelas porcentagens que vão afetar o preço do seu produto.

Na guia impostos, nada a explicar. Nas comissões também não há muito a ser dito. Coloque aqui as comissões pagas a alguma marca se necessário, para o shopping, comissão para o vendedor, etc. (temos também uma planilha exclusiva para o cálculo de comissões, confira). E em margem de lucro você colocará aquilo que quer ganhar "limpo" por unidade, fora os gastos, comissões, etc.

5

Quase tudo pronto, veja agora o último quadro. Aqui vamos poder inserir os demais custos: embalagem, frete, e algum outro gasto que você possa ter tido, independente de qual seja. Lembrando que aqui você colocará o valor unitário do frete, valor unitário da embalagem, etc.

Será mostrado então um pequeno resumo de tudo o que preenchemos até agora e por fim aquele que será o valor final a ser cobrado. 

l

Gostaram? Lembrando que essa planilha recebe updates constantemente. Para isso, aguardamos as sugestões de vocês, lojistas, artesãos, produtores, etc. que usarão o serviço e poderão nos dizer onde ela ficou devendo. As contribuições podem ser enviadas através do nosso formulário de contato.

Abaixo o botão para download.

Clique aqui para fazer o download do arquivo

Problemas com o download?

Veja nosso tutorial e saiba como resolver qualquer tipo de problema que você enfrentar para baixar,abrir ou executar nossas planilhas.

Atualizações

Versão 2.0: Dia 06/09/2016 adicionamos a versão 2.0 e corrigimos um erro com a referência de impostos.

Versão 3.0: Dia 16/09/2016, uma nova versão que corrige alguns erros de fórmulas, traz uma nova tela de apresentação e mudança no VBA.

Versão 4.0: Hoje, dia 14/02/2017, corrijimos o bug com as versões 64 bits.

Versão 5.0: Hoje, dia 19/04/2017, corrijimos um erro de fórmula.

Versão 6.0: Hoje, dia 27/11/2017, separamos os métodos em produção por hora e por unidades.

Versão 7.0: Hoje, dia 27/02/2018, consertamos um erro menor.

Problemas com o download?

Veja nosso tutorial e saiba como resolver qualquer tipo de problema que você enfrentar para baixar, abrir ou executar nossas planilhas.

Abraços e espalhem o material por aí