fechar

Aprender Excel

APRENDER EXCEL

DICAS E NOVIDADES SOBRE EXCEL

Operações matemáticas básicas no Excel

por: Maximiliano Meyer em Artigos, no dia 03/03 | 14:36 atualizado em 06/03 | 10:00

Não importa se você é um usuário iniciante de Excel, ou se é um usuário que conhece profundamente a ferramenta a ponto de já criar suas próprias macros, você irá precisar, diariamente, das operações básicas matemáticas.

Embora possamos usar o Excel para os mais diferentes propósitos, como sorteios, cronômetro, banco de dados, entre outros, as aplicações contábeis são as mais usuais. E sem o domínio dos cálculos de soma, subtração, multiplicação e divisão você não conseguirá ter sucesso no controle das contas, seja da empresa ou da própria casa.

Por isso reunimos neste post os pontos fundamentais para você dominar as 4 operações matemáticas básicas. E se você quiser aprofundar os conhecimentos em cada uma delas é só acessar seus posts exclusivos.

Antes de começar é necessário lembrar 2 regrinhas básicas da matemática que podem ser a causa de muitos problemas, caso você não estiver atento a elas:

Regra da ordem dos parênteses

Como você verá a seguir, as operações básicas podem estar todas dentro de um mesmo cálculo. Então, em uma conta que envolva operações dentro de parênteses, por onde o Excel irá começar?

Para isso existe a regra que diz que:

Em primeiro lugar começa a execução dos parênteses internos aos externos, assim, esta seria a execução do caso abaixo:

Neste exemplo o resultado seria 8, de acordo com o passo a passo:

1º passo) 35 mais 4 = 39
2º passo) 39 menos 36 = 3
3º passo) 3 mais 5 = 8

Regra da ordem das operações

E se o seu cálculo tiver as 4 operações matemáticas ao mesmo tempo? Qual delas será resolvida primeiro? De acordo com esta regra o cálculo irá iniciar com a multiplicação ou divisão (caso aja as 2, seguirá a ordem esquerda para direita) e depois soma e subtração (igualmente esquerda-direita em caso de empate).

1º passo) 36 dividido por 3 = 12
2º passo) 4 vezes 2 = 8
3º passo) 12 mais 8 = 20
4º passo) 20 vezes 24 = 480
5º passo) 480 dividido por 2 = 240
6º passo) 240 mais 5 = 245
7º passo) 245 menos 3 = 242

Como você pode ver acima, primeiro respeitou-se os parênteses, e, depois, respeitou-se as operações matemáticas. Quando houve conflito de operações matemáticas com a mesma importância, como logo no primeiro parêntese, seguiu-se a ordem esquerda para a direita.

Agora que você já reviu as regrinhas essenciais, vamos ver cada operação isoladamente.

Soma 

Inicialmente é necessário que você saiba que a soma possui a sua fórmula específica de uso. Sua sintaxe é bem intuitiva: =Soma(valores ou intervalos a somar). Note no exemplo abaixo que você pode, inclusive, misturar números 'soltos' com referências a células e ou intervalos.

Por fim, caso queira fazer uma conta sem a fórmula, o seu sinal gráfico será, é claro, o ' + '. Da mesma forma vale a mistura de números e referências.

Subtração 

A próxima operação básica é a subtração. Essa, diferentemente da anterior, não possui uma fórmula específica e tudo o que você terá de fazer para usá-la é colocar as células de referência ou números separados pelo seu símbolo, o hífen: ' - '.

Multiplicação 

A multiplicação é a outra operação matemática básica que possui uma função específica, é a =Mult(argumentos a serem multiplicados)

Como esperado, funciona da mesma forma que os demais, e caso você não queira utilizar a fórmula pode optar pelo seu sinal que é o asterisco: ' * '.

Divisão 

A divisão também não tem sua fórmula específica e seu sinal é a barra, ' / '. Também se aplica a referências de células.

E para garantir que você não vai se atrapalhar, vamos relembrar mais uma regrinha básica matemática: Qualquer divisão por 0 é impossível, portanto, se você tentar fazer isso vai receber como resultado o #Div/0. Corrija esse detalhe e pronto.

Clique aqui e confira o significado de cada tipo de erro e sua solução.

Últimos detalhes

Cuidado para não montar a seguinte conta, por exemplo: =48 + A1:A3 ou então =58 / A1:A3.

Como você deve ter reparado nos exemplos acima, usar um intervalo como referência fora de uma fórmula irá gerar erro, ou apenas o primeiro valor do intervalo será calculado.

Para você usar um intervalo como referência tem que primeiro apurar o seu total. Faremos isso com a =Soma() que acabamos de aprender. Os exemplos que dei agora há pouco de forma errada ficariam assim de maneira correta: =48 + soma(A1:A3) ou então =58 / soma(A1:A3).

Um último detalhe é que todas as operações que acabamos de ver podem ser mescladas com qualquer outra função numéricas do Excel, seja uma =Se(), =Maior(), etc. Apenas atente aos parênteses, ok?

Pronto, agora você já sabe as possíveis aplicações das operações matemáticas básicas.